bafometronasempresas
3 subscribers
4 links
Canal para quem quer desmistificar o segredo dos bafômetros nas empresas
Download Telegram
Esse grupo é para aqueles que desejam aprender as táticas e técnicas de controle de alcoolemia nas empresas, por experiência, geralmente os que compartilham com colegas as suas dúvidas alcançam o resultado mais rápido, Tmj e é só o começo.
Channel name was changed to «bafometronasempresas»
Channel photo removed
Que tipo de pessoa você é?
public poll

A que faz a prevenção para não acontecer – 2
👍👍👍👍👍👍👍 100%
Daniel, Jaqueline

A que vê acontecer
▫️ 0%

👥 2 people voted so far.
bafometronasempresas pinned «Que tipo de pessoa você é? public poll A que faz a prevenção para não acontecer – 2 👍👍👍👍👍👍👍 100% Daniel, Jaqueline A que vê acontecer ▫️ 0% 👥 2 people voted so far.»
Pessoal, recentemente falei com um cliente, no qual fez aquisição de um bafômetro em fevereiro de 2019, no começo ele não sabia nem por onde começar, mas a decisão estava CERTA, iria implantar a todo custo. Ouça abaixo 👇👇👇👇
Experiência do dia, alowwwww você tem bafometro homologado, vou falar o que nunca te disseram
Vamos falar da experiência em ir em uma empresa que quer adotar a prevenção com teste de droga.

Quiser saber algo a mais ou alguma dúvida, comente será um prazer responder
Excelente arquivo para ajudar com conhecimento sobre testagem nas empresas
EM TEMPO DE CORONA VÍRUS É ACONSELHÁVEL BOAS PRÁTICAS NA UTILIZAÇÃO DO BAFÔMETRO

COVID-19 - RECOMENDAÇÃO PARA HIGIENIZAÇÃO DE ETILÔMETROS

Prezados,

A recomendação atual decorre da situação sanitária atípica reconhecida pela OMS como de “Pandemia global”, que remete a medidas extraordinárias em favor de agentes públicos e condutores, empresas e funcionários, durante a utilização do ETILÔMETRO quando da realização de testes de expiração para evidenciar a presença neste, do etanol.

No caso em espécie, como em outros, em que agentes e testadores lidam com fluidos humanos, a segurança recíproca requer medidas adicionais de higiene, não só durante os procedimentos, mas também na higienização para disponibilização segura dos instrumentos para o seu uso.

Desta forma, recomendamos o uso de luvas de procedimentos e máscaras faciais para uso obrigatório quando das abordagens e testagem, a colocação de bocais ativos e ou passivos na forma recomendada no manual do usuário .

Para as ações de higienização dos Etilômetros, após seu uso intensivo, o operador ou técnico deverá obedecer a recomendações gerais de higiene própria e do local de trabalho para lidar com elementos infectantes, necessariamente com uso de luvas de
procedimentos e máscaras cirúrgicas.

Não utilizar aerossóis ou solventes desinfetantes abrasivos e não borrifar qualquer produto diretamente no aparelho.

Para limpeza do display e corpo do Etilômetro utilize um pano macio de microfibras levemente umidificado com uma solução de álcool isopropílico 70 (não usar álcool em gel ou etanol 70 ou outro tipo). Observar que nenhum líquido pode ser introduzido no
orifício de recebimento da amostra e de fixação do bocal. Reservar os aparelhos, em ambiente aberto (arejado) por pelo menos 01(Uma) hora

A realização do autoteste, ao iniciar-se o Etilômetro para os modos Ativo/Passivo, após o processo de limpeza, poderá indicar a sua sensibilização à presença do álcool proveniente de sua higienização. Em caso detecção, deverá observado mais um período de descanso. O teste Passivo poderá demorar mais tempo para dessensibilizar em vista de sua especificidade para moléculas do etanol de várias origens.

A inicialização do Etilômetro para o autoteste não deve ser feita no mesmo ambiente onde foi descontaminado /higienizado. Deve-se procurar ambiente aberto para esse fim.

Em operação, recomenda-se, antes de cada teste, utilizarem-se de lenços descartáveis para friccionar levemente a área de sopro antes de sua introdução.

Com a proteção individual e feita a limpeza simples com lenço de papel descartável na área de introdução do bocal, ou sopro direto, a oferta do aparelho deve manter uma distância segura para que o pessoa a ser testada realize o sopro.

Lembramos, por ser de importância fundamental, que não seja utilizado o álcool isopropílico diretamente no aparelho nem na forma líquida nem borrifada e sim levemente contida no pano de microfibras para friccionar sobre sua superfície. A
não observância poderá acarretar danos irreparáveis à célula de medição.

1 - Utilizar Luvas no processo de testes;
2 - Utilizar sempre que necessário um papel toalha ou pano de limpeza pano úmido (água) para limpar a área de sopro ou o aparelho.

Atenção: no caso de haver matéria orgânica em toda a superfície, em caso de muita matéria orgânica realizar a assepsia com (hipoclorito de sódio a 2% ou cloro a 10%). Lembrar de deixar bem seco tanto o aparelho quanto o bocal e aguardar 10 minutos para retornar aos testes, sempre com cuidado para que o produto não entre no (orifício, prejudicando a célula de combustível);

3 - Remover o desinfetante com pano de limpeza (para mobília) e pano umedecido para piso, ou papel toalha, utilizando luvas; (descartar material)

4 - Desprezar o material utilizado;

5 - Secar as superfícies;



Contamos com a sua colaboração e estamos à disposição para responder eventuais dúvidas e sugestões.

Fiquem tranquilos, pois estamos aqui, juntos com você!

Um grande abraço

Health & Safety Team




Nosso Whatsapp

Nos faça uma visita www.healthsafety.com.br